Hyosciamus

Reino: Vegetal
Classificação: Semipolicrestos
Principais campos de ação: alucinações, convulsão, estômago (vômitos e apetite)

     Também conhecido como meimendro, é uma planta conhecida desde a antiguidade. Na época medieval era utilizada pelos sentenciados de morte para aliviar a dor por possuir um efeito narcótico. Foi utilizada como afrodisíaco, se colhido por um homem nu pela manhã poderia atrair o amor. 

     Aparece na Odisseia, quando Circe oferece alimentos a Homero e seus homens com extrato de meimendro, causando-lhes alucinações e supostamente fazendo-os se comportarem como porcos. Na Grécia Antiga era usada com objetivos proféticos, para produzir transes clarividentes. Shakespeare menciona em uma de suas histórias, quando Hamlet a utiliza para matar seu próprio pai.

Pontos Principais

  • Gosta de tirar suas roupas e ficar nu na frente de todos, exibe seus genitais em público. Despudorado e impúdico, detesta estar coberto, veste-se vulgarmente, indecentemente. Na loucura, rasga suas próprias roupas. Isso ocorre também na linguagem, que é cheia de obscenidades. Canta músicas eróticas, é muito vulgar, lascivo.
  • É também extremamente loquaz e tagarela. Fala coisas que não deveria falar para ninguém, revela seus segredos (novamente, expõe-se). Conversa também consigo mesmoFala até dormindo, confessa-se no sono. É muito mexeriqueiro e curioso.
  • No outro polo precisa estar envolto, escondido, oculto. Fala tudo por metáforas, gosta de fazer charadas. Suas falas são ininteligíveis e sua linguagem refinada. É solene, respeitoso e reverente com as pessoas. Muito reservado e quieto. Fala pouco, está silenciosamente envolvido em seus pensamentos. A criança pode gostar de se esconder.
  • Extremamente desconfiado (exposto x oculto). A criança tem medo de palhaços, de papai noel, de tudo que se fantasia e esconde o verdadeiro, que se mascara. Por outro lado ele próprio pode gostar de se fantasiar. Desconfia de pessoas que querem ajudá-lo, tem medo de ser envenenado. 
  • A desconfiança se estende também ao ciúmes: é um dos medicamentos mais ciumentos da matéria médicas! Seus ciúmes terríveis, pode até matar alguém por ciúmes (desconfia que estão fazendo algo que está oculto e ele não pode ver).
  • É também muito passional, sonha com casamento desde cedo. Muitos dos transtornos aparecem por decepções amorosas, mágoa do amante ou ciúmes. Adora abraçar, beijar, deseja harmonia no lar. Mas isso se alterna com fúria e violência. Tenta agredir as pessoas ao seu redor, bater nelas, morder ou quebrar coisas (rasga as própria roupas). Pode ter desejos de matar, com uma faca, e faz ameaças. Aqui pode ser cruel e desumano.
  • Hyosciamus é, também, um palhacinho. Gesticula como um palhaço, faz gestos ridículos, parece um “bêbado engraçado”. Canta, dança, é muito fanfarrão e brincalhão. Gosta de imitar os outros, fazer caretas e contar piadas. Também de ridicularizar os outros e fazer ironias. Tem a ilusão que ele é um arlequim. Riso imoderado, excessivo, forçado. Comportamento muito infantil e tolo.
    Tem medo de ser envenenado, de comer e beber, de cães, de água, fantasmas e besouro. Tem muito medo de ser traído!
  • Em um polo, na insanidade, se prepara para uma viagem, quer perambular pelo mundo. Mas em outro, crê estar longe da sua casa, do seu lar e deseja ir para casa (a questão da casa e do casamento).
  • Seu delírio é mais murmurante, resmungante, passivo (não é tão agitado quanto Stram e Bell, outras solanáceas, e sua face geralmente é mais pálida do que vermelha). 
  • Alucinações: vê cães que acredita que vão devorá-lo, gatos, cobras, ratos. Tem a ilusão que homens são porcos! Ou que está conduzindo pavões (animal cujo arquétipo está ligado a sensualidade) ou que arranca plumas de uma ave (retira sua cobertura)! 
  • Na parte intelectual há uma estupefação como se tivesse bebido. Está torporoso e responde as perguntas para logo cair em estupor novamente (bem marcante em Hyos). 
  • É marcante a piora após comer ou beber em vários sintomas, tanto que o paciente costuma se recusar a comer por esse motivo. Piora também à noite, pelo frio, pelo tato, antes e durante a menstruação, pela excitação e por objetos brilhantes. Melhora durante o dia, pelo calor, ao movimentar-se.
  • Alcoolismo e tendência ao uso de drogas. Sensação de levitação, como se caminhasse no ar. 
  • Insônia intensa por problemas do trabalho, fica horas acordado, ou por excitação nervosa. Murmura a noite toda, chora, soluça ou sorri dormindo. Sono profundo e comatoso por dias. Febre que rapidamente o deixa obnubilado, estupor completo. Febre e calafrios ascendentes.
  • Face fria e pálida, cianótica, ou inchada, vermelha e quente (afinal é uma Solanacea). Face distorcida, contorcida, com uma expressão ridícula.
  • Cefaleia com dor atordoante e sensação de cérebro mole. Encefalite aguda com violentas pulsações na cabeça. Meningite aguda. 
  • Olhar fixo e vidrado, com midríase e arreflexia pupilar. Estrabismo seguindo a afecções cerebrais ou durante a febre. Movimentos espasmódicos dos olhos. “Cego e sem sentido ele vageia pela cidade”. Os objetos parecem bem maiores do que são realmente, tudo parece dourado, vê estrelas e faíscas antes de ataque epiléptico.
  • Saliva salgada, espuma bucal. A língua parece couro queimado e está paralisada, com fala enrolada. Odontalgias pulsáteis piores pelo frio. Range dentes na convulsão e dormindo. Garganta seca, o paciente não consegue engolir líquidos. Piora ao ouvir a água correr. Fala ininteligível, insensata, sem sentido. Afonia histérica. 
  • Asfixia do recém-nascido. Respiração obstruída, com espasmos no peito. Tosse seca, paroxística, sufocante, que sacode o corpo todo. Desde que se deita e enquanto está deitado, impedindo-o de dormir, obrigando-o a se sentar na cama e se inclinar para frente. A tosse também piora depois de comer, beber, falar ou cantar. 
  • Perda de apetite com aversão a todos os alimentos. Tem sede inextinguível durante a febre, ou terror à líquidos. Aversão a água, o agrava. Bulimia acompanhada de sede violenta (de pequenos goles), mas não consegue engolir, com medo de beber água. Hyosciamus recusa-se a comer já a maioria dos sintomas manifesta-se depois de comer ou beber.
  • Sensação de vazio no estômago antes de uma convulsão. Vômitos após beber ou comer. Enorme distensão timpânica do abdome, com sensação de abdome duro. Diarreia com urgência para defecar, durante parto ou puerpério. Evacuações involuntárias por paralisia do esfíncter anal. Hemorroidas muito sangrantes. 
  • Aumento do desejo sexual no homem. Exibe seus genitais. Brinca com seus genitais, especialmente durante a febre. Se masturba a cada oportunidade. Priapismo depois de comer. 
  • Desejo sexual aumentado ou violento na mulher e nas meninas. Furor lascivo, também despe-se e exibe seus genitais. Menstruações abundantes ou suprimidas, metrorragias e dismenorreia, dores como trabalho de parto. Antes da menstruação tem histeria e acessos de riso. A ninfomania também é mais intensa durante a menstruação e em parturientes. Aborto com metrorragia de sangue vermelho brilhante em seguida. Febre puerperal. 
  • Paralisia da bexiga depois do parto, com retenção ou incontinência urinária, sem desejo de urinar. Supressão da urina na febre ou nas convulsões. Enurese noturna. 
  • Contrações espasmódicas, fasciculações, puxões em mãos e pés, alterna dos membros inferiores e superiores. São piores à noite, dormindo, durante a menstruação ou depois de comer. Começam na face, que está cianótica e inchada. Há perda de urina, ranger de dentes, espuma bucal, polegares para trás (dedos dos pés flexionados) e olhos proeminentes, com gritos e seguida de sono profundo com roncos.
  • A aura da convulsão pode ser uma fome canina ou ruídos no ouvido. Marcha cambaleante, descoordenação dos membros. Coreia de Sydenham (dança de são Vito). Entorta o rosto para um lado, tem tiques nervosos e contração dos músculos faciais formando caretas. Cada músculo do corpo se contrai, dos olhos aos dedos do pé! Paralisias, tétano e câimbras.

Atenção!

   Essa página foi criada com o intuito de auxiliar médicos, veterinários, dentistas e farmacêuticos com estudos sobre a Matéria Médica Homeopática.
   A auto-medicação pode gerar efeitos indesejáveis e graves. Indicamos sempre a consulta com um médico homeopata antes de tomar qualquer tipo de medicamento. Se você se identificou com alguma substância, procure um bom especialista e leve a ele suas queixas.

Para ter acesso a outros medicamentos CLIQUE AQUI.

Quer se aprofundar mais no estudo de Hyosciamus?

Com o Estudo psicodinâmico de Hyosciamus, você tem acesso a:

video-aula exclusiva, com imagens e animações, numa construção temática da matéria médica pura;

quadro dinâmico explicando o contexto trimiasmático do medicamento (psora, sicose – franca e adaptada – e sífilis – egolise, alterlise);

mitologia ou história arquetípica associada, que auxilia a recordação do medicamento e amplia sua concepção simbólica;

estudo aprofundado de cada tópico orgânico (incluindo rubricas repertoriais exclusivas);

ebook (em pdf) com todas as informações contidas na video-aula.

Infelizmente, essa aula ainda não tem previsão de lançamento.

Deixe abaixo seu email que te avisamos assim que ela for lançada!

Essa pequena “pré-inscrição” é importante para priorizarmos a produção de aulas dos medicamentos mais procurados em nosso site.

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.