Pulsatilla nigricans

Reino: Vegetal
Classificação: Policrestos
Principais campos de ação: genitais femininos, varizes, afeto, olhos, seios

     Derivado da palavra hebraica de Páscoa, “pasakh”, tem como nome comum flor da páscoa (pasque flower), fazendo referência ao Período de floração da Páscoa. Outros nomes são wind flower (flor do vento), prairie crocus (açafrão da padaria) e meadow anemone (anêmona do prado). 

     Pulsatilla é altamente tóxica, produz toxinas cardiogênicas e ocitocinas que reduzem o batimento cardíaco em humanos. Excessos podem levar a diarreia, vômitos e convulsões. 

     Era usado como medicamento pelos nativos americanos há séculos. Os índios Blackfoot o usavam para induzir abortos e parto. A Pulsatila não deve ser tomada durante a gravidez nem durante a lactação. Extratos da planta têm sido usados para tratar problemas reprodutivos, como síndrome pré-menstrual e epididimite.

Pontos Principais

  • Um dos medicamentos mais dóceis da matéria médica! É afetuoso, carinhoso, muito tranquilo e suave. Dócil e submisso, não é do tipo de compra brigas. Adora dar beijos, abraços, mimar e ser mimado! Há nele uma busca constante por afeto e amor das pessoas!

  • A dinâmica de Pulsatilla gira em torno do cuidado. Ele quer ser cuidado, e ele adora cuidar. Doa muito carinho, mas porque espera receber. Pode acabar sendo uma mãe ou um pai superprotetor.
  • Ou ainda, tem a sensação de que não é cuidado. É marcante uma sensação de abandono, desamparo ou desprezo. 
  • Choro muito fácil, involuntário, não consegue falar dos seus sintomas sem chorar (também é um dos mais chorões da matéria médica). Chora por coisas tristes ou alegres, ou ainda sem causa, e não consegue se conter. Extremamente compassivo, ver os outros sofrendo o faz chorar. E não precisa ser um outro próximo: sente isso também por desconhecidos ou animais em geral. Mas há uma característica marcante no choro: melhora ao ser consolado ou ao ar livre. Ele adora receber atenção e carinho, e isso o alivia. Chora na frente dos outros para chamar atenção e eles cuidarem dele.
  • É tímido e se ruboriza facilmente. A criança pode gostar se de esconder, e o adolescente ser bastante inseguro. O temperamento também pode ser variável (tem humor mutável) e ser introspectivo, com desejo de isolar-se contrastando com o anseio absurdo por carinho.
  • Outro traço importante é a relação da religião com sexo: pode ficar sempre rezando, pois tem dúvidas a respeito da salvação de sua alma, e um sentimento de culpa ligado ao sexo. Pode ter aversão ao sexo oposto e abster-se de contato sexual, ou ainda desejar nunca casar-se.
  • Alucina que há um homem nu na cama com ela. Pode ainda ver abelhas, diabo, fogo, e esses estados maníacos aparecem por supressão da menstruação, no puerpério ou na menopausa (na realidade grande parte dos sintomas tem essa modalidade, Pulsatilla e o sistema genital feminino estão intimamente relacionados).
  • Apesar da doçura, pode ter aspectos bem negativos, como ciúmes, inveja e até mesmo ódio egoísta. É comum que seja vaidosocuida também de si mesmo.
  • Tem muitos medos, especialmente quando chega a noite! No crepúsculo ou na madrugada, pois piora bastante na escuridão. Tem medo de fantasmas, de pessoas, de doenças, de ficar só. Um dos marcantes medicamentos que possuem medo de altura! 
  • Piora marcada pelo calor, em um quarto quente, pelo calor da cama, ar quente, roupas agasalhadas, sol, no verão, fazendo esforço e aquecendo o corpo, ingerindo alimentos quentes (que o fazem sentir calor). Agrava também quando caminha muito rapidamente, ou por roupa apertada.
  • Melhora ao se refrescar. Tem grande desejo de ar livre, que melhora acentuadamente qualquer um de seus sintomas. Não tolera ambientess fechados, abafados (podendo até desmaiar). Melhora também caminhando devagar, passeando ao ar livre, e ao tomar banho.
  • É clássica também uma piora por gorduras em geral (manteiga) e por carne de porco. Em relação ao horário agrava ao anoitecer, no crepúsculo. Pulsatilla também costuma ter seus transtornos de saúde iniciados na puberdade. É comum que diga “depois da adolescência, nunca mais fui o mesmo”. Nas meninas, depois de menstruar, ou ainda durante a gravidez ou menopausa.
  • Possui grande tendência à congestão venosa, à pletora e distensão dos vasos sanguíneos. Tem veias dilatadas, varizes com dores torturantes, especialmente na gravidez. O movimento tranquilo melhora a circulação venosa. As varizes aparecem mais em pernas e pés, e são azuladas, inchadas, quentes ao tato. Coçam e ardem. Flebite com calafrios e sem sede. 
  • Os sintomas variam muito, tudo é absolutamente mutável. Está mal em uma hora e bem na hora seguinte. Suas dores são repuxantes, dilacerantes, mas principalmente: mutáveis! Variam de intensidade ou desaparecem e retornam depois. São erráticas, vão de um lugar a outro, geralmente acompanhadas de calafrios. Quanto mais forte a dor, mais forte o calafrio. Começam e cessam bruscamente. Dores em membros, reumáticas, vão de uma articulação a outra e agravam pelo calor.
  • Um keynote importante é a ausência de sede em qualquer transtorno, até mesmo durante a febre. Pulsatilla é um grande calorento, mas que tem muitos calafrios com seus sintomas e completamente sem sede.
  • É também um dos principais medicamentos do sarampo e das suas sequelas. 
  • Os genitais femininos são um grande campo de ação. Pode ter aumento de libido durante a menstruação. Menstruações atrasadas e escassas, que aparecem de dia e cessam à noite, reaparecendo um dia depois. São mutáveis na cor e no tempo. A menarca costuma ser tardia. Dismenorreia com dores erráticas que a fazem chorar, como as de trabalho de parto, e melhoram caminhando ao ar livre, em locais frios ou molhando os pés (ou ainda supressão da menstruação ao molhar os pés). Pode ter abortos por atonia uterina, placenta retida. Leite nos seios em mulheres não grávidas, na puberdade ou durante a menstruação.
  • Também é um bom medicamento para crianças com conjuntivites cheias de pus amarelo, que costuma melhorar ao ar livre. Tem tendência a formar terçóis. Ou ainda infecções de ouvido, com secreção amarela espessa, geralmente depois de pegar sarampo. 

Atenção!

   Essa página foi criada com o intuito de auxiliar médicos, veterinários, dentistas e farmacêuticos com estudos sobre a Matéria Médica Homeopática.
   A auto-medicação pode gerar efeitos indesejáveis e graves. Indicamos sempre a consulta com um médico homeopata antes de tomar qualquer tipo de medicamento. Se você se identificou com alguma substância, procure um bom especialista e leve a ele suas queixas.

Para ter acesso a outros medicamentos CLIQUE AQUI.

Quer se aprofundar mais no estudo de Matéria Médica?

Confira os Estudos psicodinâmicos já disponíveis aqui:

Infelizmente, não há previsão de lançamento para o Estudo Psicodinâmico desse medicamento. 

Se você tem interesse que ele seja feito, deixe abaixo sua pré-inscrição, para que possamos priorizar a produção de aulas dos medicamentos mais procurados em nosso site.

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.